Slides da palestra “A killer CV: aposte no visual” | VI Conferência do ProZ.com

Para aproveitar o frescor da VI Conferência Brasileira do ProZ.com, seguem os slides da minha palestra sobre currículos visuais. É só clicar em cada imagem para ampliar, ok?

Em suma, esse tipo de currículo é uma estratégia para você, tradutor autônomo, se destacar na caixa de entrada abarrotada de e-mails daquele vendor manager/project manager. Some um e-mail redigido para o seu leitor-alvo ao currículo visual e você terá mais chances de conseguir consolidar o contato com seu possível cliente.

A premissa básica é ser simples, direto e abusar de recursos visuais, sendo autêntico e criativo. Não tem receita de bolo: cada tradutor é único e criará um currículo com sua própria identidade visual.

1

2

Vivemos na hiperconexão e somos bombardeados com conteúdo desde que acordamos até a hora de dormir. Com isso, precisamos de estratégias para driblar esse excesso de conteúdo e chamar a atenção do nosso público-alvo: um possível contratante.

3

E como já estamos acostumados a consumir conteúdo em bocados (“snacks”), pela telinha do celular, nem adianta fazer textão para conquistar o cliente. Logo, temos que estabelecer contato com rapidez, em um piscar de olhos, e as imagens são excelentes para isso.

4

Quem nunca quis ser designer só para poder ter um currículo ousado? Trago verdades: você, tradutor, também pode seguir essa moda! Basta acompanhar o passo a passo abaixo para criar o seu próprio currículo visual.

5

6

Se você quer ser um tradutor profissional, em algum momento você terá que parar para pensar na sua identidade visual, na sua marca, na persona profissional com a qual você quer interagir com os seus clientes. É mais que recomendável procurar ajuda de profissionais da área de marketing, branding e design para desenvolver tudo isso de uma só vez. Não tenha pressa em preparar isso tudo para não se frustrar. Pesquise preços, peça indicações de colegas e procure se conhecer melhor! Autoconhecimento é o segredo da vida como um todo.

7

8

9

10

Abuse nos hyperlinks em logotipos e palavras-chave, use gráficos para demonstrar seu domínio de CAT tools e, last, but not least, proteja seu currículo contra spammers!

11

12

Aborde clientes diferentes com currículos e mensagens diferentes. Clientes diretos gostam de saber que você é um profissional com solidez, logo, cai bem enviar seu currículo com um e-mail de domínio próprio (@meudomínio.com). Já os clientes indiretos podem preferir conhecer a sua carinha (foto na assinatura de e-mail, que tal?) e ficam menos “assustados” com um e-mail “basicão” (@gmail.com e afins).

13

14

Depois de tanto se preparar para ter aquela mira certeira, aproveite o sucesso de ter conseguido se destacar na multidão de e-mails e continue desenvolvendo seu relacionamento com o cliente: não adianta nada causar uma boa primeira impressão para depois ficar enviando respostas monossilábicas.

15

16

17

Postagens Relacionadas

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *